Paulo José

Overview

Paulo José Gómez de Sousa (Lavras do Sul, 20 de março de 1937) é um ator e diretor brasileiro. Foi casado com Dina Sfat, com quem teve três filhas, as atrizes Bel Kutner, Ana Kutner e Clara; com a atriz Beth Caruso, com quem teve um filho, Paulo Caruso; e com Zezé Polessa. Começou a fazer teatro em 1955, em Porto Alegre, onde ajudou a criar o Teatro de Equipe, juntamente com Paulo César Pereio, Lilian Lemmertz, Ítala Nandi e Fernando Peixoto, entre outros. Em 1954, atuou na sua primeira peça: O Muro, de Jean Paul Sartre/Lineu Dias. Entre inúmeros trabalhos no teatro, destacam-se: Os Fuzis da Senhora Carrar, de Brecht; A Mandrágora, de Maquiavel ; O Filho do Cão, de Gianfrancesco Guarnieri e no qual foi também diretor; e Tartufo de Molière. Dirigiu e atuou na montagem carioca de Arena Conta Zumbi. Esteve durante algum tempo afastado dos palcos, tendo regressado em outubro de 2009, para participar em Um Navio no Espaço ou Ana Cristina Cesar. No Rio de Janeiro, Paulo José formou, junto com Gianfrancesco Guarnieri, Augusto Boal, Juca de Oliveira, Paulo Cotrim e Flávio Império, o grupo que adquiriu o Teatro de Arena, criado por José Renato em 1962. No cinema protagonizou o filme Todas as Mulheres do Mundo, dirigido por Domingos de Oliveira e contracenando com Leila Diniz. Em 1992, foi-lhe diagnosticada a doença de Parkinson[1]. Além de ser um dos mais ativos e talentosos atores brasileiros dos últimos 50 anos, com presença destacada no cinema, teatro e televisão, e de ter dirigido vários espetáculos de teatro, Paulo José é também diretor de televisão, com trabalhos marcantes como as minisséries: O Tempo e o Vento, de 1985; Agosto, de 1993; e Incidente em Antares, de 1994.


Ratings evolution

Would you like the subtitles, only subtitles without other details ? try

english-subtitles.pro